Blog Wevo

Remarketing: entenda o que é e como implementar essa estratégia

Estratégia utilizada para conquistar aqueles clientes/visitantes que acessaram a sua loja virtual, mas que, por alguma razão, não concluíram nenhuma compra, o remarketing pode ser de grande ajuda para todo e qualquer tipo de e-commerce que deseja aumentar as vendas e se destacar no mercado.

Também conhecido como “retargeting”, sua aplicação pode ser associada a diversos atrativos para o consumidor, como descontos e promoções especiais nos produtos visualizados. As vantagens de implementá-lo são várias!

Pensando nisso, neste artigo apresentaremos os principais pontos em relação ao remarketing. Continue a leitura e confira!

Como funciona o remarketing?

Ao acessar um e-commerce que aplica o remarketing como estratégia de negócio, os visitantes são marcados com um cookie, uma “classe” de arquivos de texto cuja capacidade consiste no armazenamento de informações, incluindo:

  • páginas visitadas;
  • endereço de IP;
  • dados de login e senha;
  • entre outros.

Cabe salientar que esses dados são mantidos nos dispositivos (computadores e dispositivos móveis) até perderem sua validade ou serem excluídos. Enquanto ativos, os cookies conseguem identificar os usuários que estão navegando no site.

Em termos práticos, você saberá quais produtos foram visualizados por um determinado cliente, quem abandonou o carrinho de compras e quem finalizou os pedidos, por exemplo.

Dessa forma, terá a oportunidade de desenvolver campanhas específicas para cada uma dessas pessoas — seja por meio das redes sociais, seja por meio dos anúncios exibidos em sites de terceiros e/ou no Google, seja por meio de disparos de e-mail marketing personalizados.

Quais são os benefícios dessa estratégia para um e-commerce?

O objetivo principal do remarketing é simples: aumentar as conversões. Como você sabe, esse é um dos maiores desafios enfrentados pelo comércio eletrônico.

O aumento de conversão pode ser conquistado por meio do maior número de visualizações dos produtos, já que eles passam a ser exibidos por mais vezes para quem já visitou a sua loja virtual.

Nesse sentido, é possível:

  • expandir o reconhecimento da marca;
  • expor as vantagens de comprar e convencer os consumidores a realizarem essa ação;
  • segmentar as estratégias, conforme o potencial de cada usuário, para vir a se tornar um cliente da sua empresa;
  • gerar mais tráfego para o site;
  • reduzir a taxa de abandono de carrinho.​

Como implementar o remarketing na sua loja?

No que diz respeito à implementação do remarketing no seu e-commerce, basta utilizar as ferramentas adequadas para tal. É por meio delas que você conseguirá segmentar as suas campanhas e fazer com que os seus produtos tenham um ganho de visibilidade na internet.

Entre as principais, podemos destacar as seguintes:

  • Google Ads;
  • Facebook Ads;
  • Perfect Audience;
  • AdRoll;
  • Chango;
  • ReTargeter.

Cada uma tem as suas próprias características e o seus próprios destinos. O ideal é analisá-las individualmente, já que assim poderá compará-las e entender qual delas melhor se encaixa nas suas preferências.

O mais importante, aqui, é compreender que independentemente das suas escolhas, o remarketing é uma prática eficaz e que não pode deixar de ser aplicada por aqueles que desejam melhorar as conversões, certo?

O que achou deste artigo? Gostou? Então, deixe o seu comentário, pois a sua opinião é muito importante para nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros posts que podem te interessar

Tendências de e-commerce para 2018: veja e saiba como se destacar

Você, por acaso saberia dizer quais são as tendências de e-commerce para 2018? Sabe o que fazer para aumentar as vendas e consequentemente obter melhores resultados? Não?! Então de que forma pretende se destacar em relação à concorrência? Pois é, queira você ou não, essa é uma verdade que precisa ser dita: quem larga na […]

Leia mais…

Você sabe como fidelizar clientes no e-commerce? Veja essas 4 dicas!

Embora o faturamento do setor de comércio on-line seja um dos que mais cresce, até mesmo em meio ao atual cenário econômico, fidelizar clientes no e-commerce ainda é um desafio constante. Diferente da negociação pessoal, em que técnicas de atendimento e a postura do vendedor podem influenciar a venda, o ambiente digital precisa alcançar, de forma estratégica, os […]

Leia mais…

ERP vs. CRM: entenda a diferença entre eles e integre com o e-commerce

Quando falamos em gerenciamento de dados, reconhecemos que existem muitas siglas e ferramentas que podem confundir os gestores e tirar sua atenção do que realmente importa: aumentar as vendas, gerar novas fontes de negócio e ter informações visíveis e online para rápida tomada de decisão. Por isso, vamos mostrar as diferenças entre ERP e CRM — […]

Leia mais…