Blog Wevo

E-commerce integrado com marketplaces: veja como funciona na prática

Pode parecer fácil montar uma loja virtual à primeira vista, mas realizar vendas no volume desejado é um trabalho árduo. Ter um e-commerce integrado com marketplaces pode ajudar a aumentar a visibilidade e ter mais lucros no fim do mês.

marketplace é um ambiente de varejo no qual há a venda de diversos produtos, como um grande shopping online. Nesse espaço, vários lojistas podem oferecer sua mercadoria, permanecendo responsáveis pela logística e repassando uma porcentagem da venda para o marketplace.

Para saber mais como funciona essa integração na prática e quais vantagens apresenta, continue lendo esse post.

Como a integração com o marketplace pode ajudar o e-commerce?

Integrar o e-commerce ao marketplace pode ser benéfico para o lojista, especialmente para os que estão começando e ainda não têm muita experiência ou noção de como vão divulgar a sua marca.

Os marketplaces geralmente são vinculados às marcas grandes e conhecidas, e já atraem um público grande. Quando o consumidor precisa de um produto, pode fazer a pesquisa direto no marketplace e já ter acesso ao seu produto. Isso ocorre porque esses espaços já contam com um bom ranqueamento dentro do Google, o que precisa ser trabalhado em e-commerces novos e requer tempo e investimento para conseguir bons resultados.

Como funciona um e-commerce integrado com marketplace?

O marketplace faz a intermediação entre o lojista e o cliente/comprador: o cliente confirma a compra e faz o pagamento, que é recebido pelo marketplace. Porém, quem faz o envio da mercadoria é o lojista, e apenas após a confirmação da entrega do produto para o cliente, o valor é liberado já com os descontos de comissão do marketplace.

Apesar do SAC ser centralizado com o marketplace, a responsabilidade sobre trocas de produto, devoluções e atendimento de reclamações fica por conta do lojista. Este também deve obedecer as regras de precificação, que são necessárias para manter um equilíbrio entre os produtos vendidos. As taxas de comissão podem variar de um marketplace para outro, mas, geralmente, estão entre 11% e 18%.

Que vantagens a integração proporciona?

Integrar a loja virtual em um marketplace robusto e de confiança traz diversas vantagens para o lojista. São elas:

Maior visibilidade

Como os marketplaces recebem um número de visitas muito grande, o seu produto será mais facilmente localizado por um possível cliente. É como ter a sua loja em uma rua esquecida, com pouco movimento e após a integração com o marketplace, localizar o estabelecimento em um local com alta concentração de pessoas.

Aumento de vendas

Como consequência da maior visibilidade do seu e-commerce, se o seu produto for convidativo e de qualidade as vendas tendem a aumentar. O excedente de lucro conseguido com essa mudança justifica o pagamento da comissão e permite a expansão do negócio.

Credibilidade

O cliente sente uma confiança muito maior de comprar em uma plataforma que já tenha um nome bem estruturado, por mais que a responsabilidade pela qualidade e envio do produto seja do lojista. A associação de uma marca forte melhora a imagem do seu e-commerce.

Agora que você já sabe como um e-commerce integrado no marketplace funciona, aproveite e assine a nossa newsletter para ter acesso a muito mais informações que vão ajudar nas suas vendas pela internet.

Outros posts que podem te interessar

4 lições de grandes varejistas que apostaram no e-commerce

A participação do varejo no comércio eletrônico brasileiro deve crescer ainda mais até 2021, segundo uma pesquisa da Forrester, encomendada pelo Google. De acordo com os dados, a integração entre os canais online e offline ditará o sucesso dos varejistas no e-commerce, já que cada vez mais os dispositivos móveis são usados para realização de compras pela […]

Leia mais…

O que é omnichannel? Entenda tudo o que você precisa saber

Entrar em uma loja e receber uma notificação no celular de que o sapato pesquisado online está com desconto. Usar um tablet oferecido pelo vendedor para buscar mais informações sobre um notebook antes de comprá-lo. Esses são apenas alguns exemplos do que o omnichannel é capaz de fazer — para o benefício tanto dos lojistas […]

Leia mais…

Como automatizar processos de relacionamento com o cliente?

Há dois grandes desafios que acompanham permanentemente empreendedores e administradores: aumentar as vendas e reduzir custos. Poucas ações conseguem unir esses dois objetivos de maneira tão orgânica quanto uma boa gestão de relacionamento com o cliente. O trabalho de registrar o histórico de contato, identificar o perfil, avaliar a experiência de compra e acompanhar a […]

Leia mais…