Blog Wevo

6 dicas para turbinar sua plataforma de e-commerce

A internet nos possibilita alcançar mais gente do que imaginamos, por isso, a ideia de criar uma plataforma de e-commerce atrai muita gente. Afinal de contas, a loja fica aberta o tempo todo, o custo de abertura sai bem mais em conta comparado ao da loja física e, hoje, há várias ferramentas de auxílio para a otimização dos processos. Quer descobrir como melhorar as coisas por aí? Continue a leitura!

1. Faça um acompanhamento contínuo

Seria mais simples cadastrar os produtos na loja online e deixá-los lá, simplesmente. Isso porque se já definimos o nicho, os produtos, a plataforma de e-commerce, os recursos, então, qual é a necessidade de verificar todos os dados? Pelo simples fato de que para avançar é preciso conhecer o campo de batalha.

Nesse quesito, o cruzamento de dados por meio de métricas é imprescindível, sendo assim, faça uma análise elencando as áreas que ainda não são monitoradas e opte por aquelas passíveis de medidas corretivas, caso não estejam correspondendo às táticas do planejamento.

Por exemplo, avalie se a taxa de inadimplência está dentro do esperado, se o retorno (ROI) condiz com o plano traçado, ou ainda, se a taxa de conversão é satisfatória ou se o cliente recebeu a mercadoria no prazo. E caso seja detectado algum desvio é importante estabelecer ações a partir dos resultados dessas métricas.

2. Melhore a experiência do cliente

Hoje em dia as pessoas são mais imediatistas, por isso não podemos ignorar esse fato. Páginas que custam carregar, sem design responsivo, check out demorado, poucas opções de pagamentos ou de canais de contato, podem contribuir para a desistência dos visitantes.

3. Adote novas formas de logística

Invista em logística, só assim é possível controlar o estoque com eficiência, oferecer várias opções de fretes para os clientes, negociar custos com fornecedores, oferecer mais qualidade no serviço e melhorar o sistema de entregas.

O seu papel é o de adotar as medidas mais eficazes para a sua loja online. Por exemplo, quando você contrata uma empresa especializada no assunto os custos com a mão de obra e medidas legais são reduzidos.

4. Realize um mapeamento dos processos

O objetivo nessa etapa é reduzir os problemas, porque a falta de organização implica em descontrole e isso não é nada interessante para quem lida com plataforma de e-commerce.

Utilize ferramentas de análise capazes de te auxiliar na simplificação dos processos. Por exemplo, pela matriz de SWOT e o método SMART (sigla em inglês, que traduzida quer dizer: algo específico, mensurável e alcançável, que também seja relevante e temporal) você já consegue traçar alguns indicadores para melhorar a performance de sua loja virtual.

O mapeamento é muito útil porque nos prepara, inclusive, para as datas sazonais. Desse jeito fica mais fácil traçar os planos de ação.

5. Terceirize algumas operações

Nem sempre é possível executar todas as tarefas para ter o controle dos processos. Nesse caso, a saída é a contratação de gente especializada, com mais perícia no assunto. Em se tratando de logística e dependendo do porte da sua loja virtual, a medida é válida.

6. Fortaleça o gerenciamento da plataforma de e-commerce

A boa gestão é a reunião de diversos mecanismos que se fundem com os conhecimentos humano e aparatos tecnológicos. Por isso, adote um sistema de gestão online (ERP) compatível com a sua plataforma de e-commerce. Dessa forma, você otimiza diversos processos: emissão de nota fiscal, de etiquetas e boletos, bem como o recebimento, expedição e acompanhamento de pedidos.

As etapas em uma plataforma de e-commerce são várias, por isso não podemos deixar nenhuma delas passar despercebida, pois o mínimo erro gera insatisfação no cliente e redução nas vendas. Mas essas brechas podem ser fechadas com algumas intervenções previamente calculadas.

Este artigo foi útil para você? Então compartilhe com outras pessoas nas redes sociais, pois conhecimento nunca é demais!

Outros posts que podem te interessar

Gerenciamento de APIs: como fazer e melhores práticas

De extrema importância para a melhoria de conversões em e-commerces, o gerenciamento de APIs tem sido cada vez mais empregado por gestores que buscam propiciar uma melhor experiência ao usuário e aumentar o sucesso de seus negócios. Devido a isso, neste artigo, apresentaremos como fazer um gerenciamento de APIs efetivo e suas melhores práticas. Confira! […]

Leia mais…

Tendências de e-commerce para 2018: veja e saiba como se destacar

Você, por acaso saberia dizer quais são as tendências de e-commerce para 2018? Sabe o que fazer para aumentar as vendas e consequentemente obter melhores resultados? Não?! Então de que forma pretende se destacar em relação à concorrência? Pois é, queira você ou não, essa é uma verdade que precisa ser dita: quem larga na […]

Leia mais…

Conheça os diferentes tipos de estoque para e-commerce!

Basicamente, o estoque para e-commerce é formado pelos suprimentos e produtos que ele utiliza para suprir as suas necessidades de venda. É o coração da loja virtual, uma vez que sem ele, o empreendimento não tem o que vender — o que dificulta a condução de suas operações. É no estoque onde se concentra a maior parte […]

Leia mais…